segunda-feira, 25 de maio de 2009

A Igreja que Prevalece – Mateus 16:13-20



Jesus havia levado seus discípulos para a região de Cesaréia de Filipe, território gentio, ao norte da Palestina, cerca de 190 km de Jerusalém. Era uma região sob forte influência de várias religiões, lá, Herodes, o Grande, havia construído um templo em homenagem a César Augusto.

Em todo o capítulo 16 de Mateus Jesus além de mencionar pela primeira vez o nome “Igreja” (v. 18), também fala abertamente aos Seus discípulos de Sua morte na cruz (v. 21).

Jesus sabia o quanto o povo estava confuso sobre quem Ele era e por isso nos versos 13 a 16 faz duas perguntas aos Seus discípulos.

Quem diz o povo ser o Filho do Homem? Os discípulos responderam justamente o que a multidão afirmava. “Uns dizem: João Batista; outros: Elias; e outros: Jeremias ou algum dos Profetas.”

Então Jesus olha novamente para os Seus discípulos e faz a segunda pergunta: E vós, quem dizeis que eu sou? Transfiro essa profunda pergunta pra você neste momento. Pra você quem é Jesus? O que Jesus significa pra você?

Para uma grande multidão Jesus é lembrado e invocado apenas nos momentos de intenso sofrimento, quando a situação financeira está a um passo do colapso, quando o exame médico detectou uma grave enfermidade, quando o advogado disse que não havia mais jeito, para outros Jesus é adorado e reverenciado porque é Deus acima de todas as bençãos que possa conceder. Para estes Ele se revela, pois a revelação de Jesus não é pela carne, mas pelo Espírito. O Espírito Santo que nos ensina todas as coisas através da Palavra que é o próprio Jesus Cristo e fará isso somente na vida daqueles que confessam a Jesus e vivem em obediência a Sua vontade.

Pedro cheio da revelação do Espírito Santo responde a pergunta de Jesus: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.”

Em seguida no v. 18, Jesus afirma: “Tu és Pedro (grego: petros, pedra pequena), e sobre esta pedra (grego: petra, grande fundação rochosa) edificarei a minha Igreja...”

Os romanistas afirmam há séculos que Cristo estava afirmando a missão do Papa e o poder da Igreja, mas em Lucas 4:38 o próprio Jesus entra na casa de Pedro e cura a sua sogra que estava com febre muito alta. Logo entendemos que Pedro não poderia ser Papa pois era casado e tinha filhos. Também porque os próprios romanos martirizaram Pedro, crucificando-o de cabeça para baixo, pois o mesmo não se achou digno de ser crucificado como o Mestre, como nos diz a tradição. O próprio Pedro também afirma em I Pedro 2:5 que somos chamados de “pedras que vivem”, endossando as palavras de Jesus a ele. Pedro era a pedra pequena representando a Igreja, edificada sobre a grande edificação rochosa Jesus Cristo. A Igreja é edificada em Jesus e não em Pedro.

As portas do inferno não prevalecerão contra ela não quer dizer que o inferno não se levantará, que não vencerá em algumas circunstâncias de maneira parcial como se estivesse prevalecendo, mas que a vitória final sempre será da Igreja fundamentado na Rocha que é Jesus.

No verso 19 o Senhor dar a Pedro e aos Seus discípulos as chaves do Reino. Note que não são as chaves do céu, mas do Reino. Jesus se refere à autoridade e serviço, não a senhorio. Então esqueça a expressão popular de que São Pedro tem a chave do céu, pois foi um ser mortal, falho e dependente da salvação de Jesus como eu e você. A Palavra nos diz em Hebreus 2: 8, referente a Jesus: “Todas as coisas sujeitaste debaixo dos Seus pés. Ora, desde que lhe sujeitou todas as coisas, nada deixou fora do Seu domínio”. Tudo está sob o domínio de Jesus, até as chaves do inferno e da morte pertencem a Ele, quanto mais do céu onde é a Sua habitação. Pedro está na sepultura aguardando a ressurreição dos mortos, mas Jesus o único que ressuscitou, por isso é digno de toda exaltação e louvor.

Pedro recebe poder para ligar e desligar o Reino aqui na terra através do serviço, da pregação da Palavra. Mas este poder não foi concedido somente a Pedro, mas a Igreja em geral, foi concedido a você meu querido(a) que um dia aceitou a Jesus como único Salvador pessoal da sua vida. Veja o que Jesus disse em Mateus 18: 18: “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céus”.

Pedro estava apenas representando a Igreja. A Promessa é extensiva a toda a Igreja do Senhor Jesus. Tome posse meu querido(a). As portas do inferno não prevalecerão contra a tua vida, pois o Senhor é a grande rocha em quem tu estás firmado.

Confie no Senhor Jesus!

Deus abençoe sua vida abundantemente!

Mensagem pregada na Shekináh na noite do dia 16/05/2009
Pr Lincoln Lózer

Um comentário:

  1. Deus abençoe .. pois estava estudando essa passagen e tirei muitas duvidas...

    ResponderExcluir