terça-feira, 14 de abril de 2009

Jezabel Ameaça Elias - I Reis 19:1-7



O personagem principal desta mensagem é o Profeta Elias. Um homem que através da autoridade e unção do Espírito marcou a sua geração, escreveu história e deixou o seu nome registrado como um dos grandes profetas do Antigo Testamento.

Logo após a morte do Rei Salomão, a nação de Israel foi dividida. Assim surgiu o Reino do Norte(Israel) que teve como capital Samaria, e o Reino do Sul(Judá), formado pelas tribos de Judá e Benjamim, e que teve como capital Jerusalém. Roboão, filho de Salomão ficou com o Reino Sul, e Jeroboão com o Reino Norte.

Elias foi levantado por Deus para profetizar no Reino Norte(Israel), durante um dos períodos mais difíceis e conturbados da história de Israel. Ele iniciou o ministério profético quando Acabe, filho de Onri, reinava em Israel. Acabe teve a infelicidade de casar com Jezabel, uma mulher ímpia e perversa. Jezabel instalou oficialmente a idolatria em Israel, obrigando o rei, seu esposo, a edificar um monumento público e um grande templo a Baal. Este é o contexto histórico que Elias profetizou em Israel.

Em I Reis 17, Elias se apresenta a Acabe, e diz que segundo a sua palavra não haveria nem orvalho nem chuva em Israel durante alguns anos. Temendo uma investida de Acabe contra a vida de Elias, Deus manda o profeta se esconder junto ao ribeiro de Querite, que está diante do Jordão. Lá no ribeiro acontece algo interessante, Deus alimenta Elias enviando corvos para levá-lo pão e carne. Depois que o ribeiro seca Elias vai até Sarepta por ordem do Senhor, lugar onde ele foi sustentado por uma viúva.

No capítulo 18 Elias se apresenta mais uma vez a Acabe, o profeta convence-o a convocar os 450 profetas de Baal, e os 400 profetas de Asera para um desafio no monte Carmelo. Elias faz o seguinte desafio aos falsos profetas, I Reis 18:23-24 "Dêem-se-lhes nos, pois, dois bezerros, e eles escolham para si um dos bezerros, e o dividam em pedaços, e o ponham sobre a lenha, porém não lhe coloquem fogo, e eu prepararei o outro bezerro, e o porei sobre a lenha, e não lhe colocarei fogo. Então invocai o nome do vosso deus, e eu invocarei o nome do Senhor; e há de ser que o deus que responder por meio de fogo esse será Deus. e todo o povo respondeu, dizendo: É boa esta palavra. Primeiro os profetas de Baal prepararam o altar, colocaram o bezerro, invocaram o nome de Baal, desde a manhã até ao meio dia, mas não houve voz, nem quem respondesse. Logo depois, Elias restaurou o altar, colocou doze pedras, e com aquelas pedras edificou o altar em nome do Senhor, armou a lenha, e dividiu o bezerro em pedaços, e o pôs sobre o altar. E ainda mandou que enchesse de água quatro cântaros e derramasse sobre o holocausto e a lenha. Quando Elias fez a sua oração e clamou ao Senhor, caiu fogo do Senhor, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego. Após vencer o desafio Elias mata todos os profetas de Baal.

Quando Jezabel fica sabendo através de Acabe que Elias havia matado todos os profetas a espada, ela envia um mensageiro ao profeta para ameaçá-lo de morte. O que vendo ele, se levantou e, para escapar com vida, foi a Berseba que é de Judá. Elias caminhou por um dia, e quando chegou ao deserto, sentou-se debaixo de um zimbro(planta aromática); e pediu para si a morte. Os propósitos do Senhor ainda não haviam sido cumpridos totalmente na vida de Elias, ou seja, a sua missão ainda não estava concluída, porém devido ao momento adverso que ele estava atravessando, o profeta imagina que a morte daria um cabo a toda sua aflição. Elias precisava entender que a morte não seria a melhor saída naquele momento de crise, pois em meio as tribulações desta vida, Deus cria meios, circunstâncias e situações para nos abençoar e conceder-nos livramentos.

Elias deitou-se e dormiu debaixo do zimbro, e eis que um anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te e come. Quando Elias acorda, estava ao seu lado um pão cozido e uma botija de água; ele comeu, e bebeu, e tornou a deitar-se. O anjo do Senhor retornou novamente e o tocou, e disse: Levanta-te e come, porque te será muito longo o caminho. Enquanto Elias estava pedindo a morte, o anjo chega para encorajá-lo e dizer-lhe que a sua história teria uma continuidade, pois ainda não era tempo de morrer. Quando temos promessas de Deus a morte fica proibida de atravessar o nosso caminho, pode o avião cair, o navio afundar, o carro virar e o trem descarrilhar, mas o crente permanece firme nas promessas do Senhor.

Deus tem sonhos e projetos na sua vida, por isso durma tranqüilo e viva bem, os propósitos d’Ele não serão frustrados sobre ti...

Deus te guarde sempre!

Mensagem pregada na Shekináh na noite do dia 09/04/2009
Pr Diogo Lózer

7 comentários:

  1. A PAZ PR.DIOGO QUE DEUS CONTINUE TE ABENÇOANDO E TI USANDO A CADA DIA COM ESTA PALAVRA UM ABRÇ.

    ResponderExcluir
  2. verdadeiramente boa é essa palavra

    ResponderExcluir
  3. A Paz de Cristo,

    Que maravilha essa mensagem, fiquei alimentada..que Deus abençoe o pregador que ministrou essa palavra e a postou...

    ResponderExcluir
  4. amém boa é esta palavra

    ResponderExcluir
  5. ASSISTA NO YOUTUBE EVANGELISTA ROBSON TEIXEIRA

    ResponderExcluir